Arquivo | março, 2011

Disney – Orlando

30 mar

A Disney é um lugar para todas as idades!!! Fui aos 13, aos 22 e aos 34 anos, em todas senti a mesma emoção. O que mudou em cada uma delas foram as novidades dos brinquedos e tecnologia, que a cada ano se superam. Magia, encanto e sonho, pra mim são palavras que resumem a Disney World, sem contar o prazer de boas compras nos Outlets, claro!!!

Uma vez na Disney minha dica é se hospedar nos hotéis Disney, por vários motivos. Primeiro estando em um hotel Disney (e certifique-se, muitos se dizem hotéis Disney, mas não contam com as vantagens a seguir) você tem direito aos ônibus que te pegam na porta do hotel e te deixam na porta do respectivo parque, existe um ônibus direto para cada parque. Também no momento do check-in você recebe um cartão, que além de ser sua chave do quarto, funciona como um cartão de crédito e ID, ou seja, você não precisa carregar dinheiro nem documentos com você, pois este cartão serve para tudo isso e coloca suas despesas direto na sua conta do hotel. Sem contar que estando num hotel dentro da Disney, você faz suas compras e estas serão entregues no seu hotel ao fim do dia e você não precisará carregar peso o dia todo. Mais uma vez, não são todos os hotéis Disney que têm este atendimento, verificar antes da reserva. Estando num hotel dentro da Disney você também terá o privilégio de horas extras no parque, o que quer dizer, que os parques em determinados dias abrem mais cedo e fecham mais tarde, só para hóspedes dos hotéis Disney, dando assim horas de menos movimentos nos brinquedos. Além disso, tem os pacotes de refeição, onde você acaba pagando menos pelas refeições, desde que fechadas com antecedência no plano escolhido, (existem vários planos, com preços diferentes e número mínimo de 5 dias).

Uma vez nos parques, você poderá encarar filas infinitas, dependendo da época do ano, mas mesmo nas épocas de mais movimento, nem tudo esta perdido. Existem os Fastpass, cartões que te dão direito a “furar”a fila…calma, eu vou explicar… uma vez na porta de um brinquedo com fila quilométrica, ou não, você vai até o guichê do Fastpass, que, nem todos os brinquedos têm, mas, na maioria os mais requisitados, e retira um bilhete. Coloca seu bilhete de entrada do parque e em seguida sai um bilhete com hora marcada. Nesta hora marcada você deve voltar ao brinquedo, e mesmo que exista uma fila enorme, você entrará na fila lateral, que diz FastPass e passará na frente de quem quer que seja, que esteja na fila comum. Resolve? Resolve, mas dependendo do brinquedo esta fila também pode ser grande. Nos parques da Universal, você terá que pagar uma taxa extra para se cadastrar no Fastpass, na Disney isso é gratuito.

Hotéis – Citarei os melhores na minha opinião, independente de categoria;

Deluxe Resorts – Disney Grand Floridian Resort & SPA – na minha opinião, o melhor o hotel Disney e conta também com todas as vantagens Disney, localizado na área do Magic Kingdom.

Deluxe Resorts – Disney’s Beach Club Resort – Localizado na área do Epcot Center este resort é completo, com todas as vantagens Disney.

Value Resorts – Pop Century Resort – O único da categoria que conta com  as vantagens Disney mais relevantes. Preço em torno de USD89.- O quarto para 4 pessoas.

Existem muitos outros, cerca de 30 hotéis Disney de todas as categorias, de luxo a econômico, mas insisto que verifique as vantagens e localização de cada um.

Outra vantagem de estar num hotel Disney, é que no seu check-out do hotel, você pode fazer seu check-in do vôo e despachar suas malas do hotel mesmo, indo para o aeroporto somente com seus pertences de mão.

Outra dica é alugar uma das Casas Disney, principalmente  se você esta indo com um número maior de pessoas. Mas lembre-se estar em uma casa Disney não lhe da direito as facilidades de estar num dos hotéis Disney, mas por outro lado, dependendo do número de pessoas, custará muito mais barato.

Disney Downtown Area – Aqui você encontra lojas, restaurantes, restaurantes temáticos, o Cirque Du Soliel e hotéis que também ficam nesta área. A loja mais bonita é a loja World Of Disney. Gigantesca, la você encontra todos os souvenires da Disney e ainda o Bibbidi Bobbidi Boutique um salão de beleza que vai transformar as crianças em verdadeiras  princesas dos filmes Disney. Este salão também existe no Castelo da Cinderela, localizado no Magic Kington.

Parques

Magic Kingdon

Epcot Center

Animal Kingdon

Hollywood Studios

Parques Aquáticos

Blizzard Beach

Typhoon Lagoon

Restaurantes

Com centenas de restaurantes espalhados em todos os parques Disney e hotéis, o único problema será se decidir. Um dos meus restaurantes favoritos fica em Disney Downtown, é o Rainforest, temático e com uma comida divina, é uma noite inesquecível. Nesta foto esta uma sobremesa tradicional do Rainforest e se chama Vulcano, cada Vulcano servido é uma festa dentro do restaurante, com direito a panelas batendo e uma porção de garçons em volta da sua mesa. Enorme, serve 2 pessoas.

O melhor é fazer sua reserva nos restaurante, pois os melhores restaurantes são concorridos e na alta temporada é recomendado reservar com 2 meses de antecedência.

Telefones para reservas:  00 (xx operadora) 1 (407) 939-3463

Compras

As melhores compras em Orlando são feitas nos Outlets. Os mais próximos da Disney são: Prime Outlet e Premium Outlet.

Parques fora da Disney

Universal Studios Florida

Universal’s Islands of Adventure

Wet & Wild

Sea World

Busch Gardens

Anúncios

Paris

28 mar

Paris!!! Paris!!! Paris!!!

Ah… J’aime Paris, mas vamos ao que interessa em Paris…

Bom, depois de refletir por alguns minutos, chego a conclusão de que este será talvez, o post mais complexo do meu blog, pois TUDO em Paris interessa… Então por onde começar???

Hotéis

Paris tem muitos hotéis, na média os hotéis em Paris são caros, mas há maneiras de se hospedar em Paris por um bom preço.

O site http://specialapartments.com/index.html tem apartamentos para alugar, estes podem custar até metade da diária de um hotel. Os apartamentos estão espalhados por toda Paris, por isso recomendo que verifique bem a localização.

E qual é a melhor localização em Paris?

Bom, depende do quanto o seu bolso pode pagar, porque tem diferença de preço na qualidade dos bairros. Em primeiro lugar os bairros em Paris não são definidos por nomes e sim por números e estes são chamados Arrondissements. Aqui vou abreviar Arrondissement, que  será Arr. e o número correspondente estará a frente, assim será mais fácil você se localizar. Na minha opinião os melhores bairros ou Arrondissements de Paris são;

A região da Champs Elysées que fica entre o  16e Arr. e o 8e Arr.

6e Arr. Região de  Saint-Germain-des-Prés

7e Arr. Região da Torre Eiffel

4e Arr. Região do Museu do Louvre

Os hotéis próximos a estas regiões tendem a custar mais caro, mas você encontrará apartamentos nestas regiões com bons preços.

Minha sugestão de hotel em Paris é o 7Eiffel, hotel que me hospedei a última vez que estive em Paris, tem ponto privilegiado, pois fica a apenas 4 quadras da torre Eiffel e próximo a muitos restaurantes maravilhosos. Com 4 estrelas e bom custo benefício, este hotel boutique tem decoração moderna e foi inteiramente reformado.

Qualquer guia sobre Paris vai indicar os inúmeros pontos turísticos de Paris e claro, todos merecem visita sim!!!

Vou enumera-los aqui, com isso, talvez você economize alguns reais na compra de um guia, mas saiba  que os guias tem muitos detalhes e contam a história do país e suas belezas, então vale a pena investir mais para aproveitar ao máximo sua viagem. O que talvez, nem todos os guias possam sugerir, são alguns passeios que valem a pena ser feitos em Paris, como por exemplo:

O Passeio nosBateaux Parisiens – Os passeios nos Bateaux Parisiens podem ser feitos a qualquer hora do dia, desde que reservado com antecedência. Mas se você quer fazer um passeio romântico não pode deixar de fazer este passeio á noite. Os Bateaux Parisiens noturnos, saem por volta das 20h00 e contam com um jantar maravilho de 3 ou 4 pratos, com vinhos que irão harmonizar perfeitamente este jantar como um todo. Tem também música ao vivo e enquanto o bateau – barco, passeia pelas águas do rio sena lentamente, músicas que compõem os pontos turístico tocam para emocionar até os mais durões. Para você entender melhor e tentar visualizar o que estou dizendo, quando o barco passa em frente a Estátua da Liberdade de Paris (a Estátua da Liberdade foi dada de presente aos americanos pelas franceses, por isso os franceses contam com um a réplica que fica no rio sena) você estará ouvindo New York, New York, quando passa em frente a Torre Eiffel, você poderá estar ouvindo La Vie en Rose e assim por diante. É um passeio lindo, recomendo a todos.

O Lido é outro passeio que tem a cara de Paris, prefiro o Lido ao Moulin Rouge, pois o Moulin Rouge fica num bairro não muito agradável de se andar á noite e também a última vez que estive lá, já  faz algum tempo, estava acabado, precisando de uma reforma urgente, não sei hoje como esta. Eu recomendo o  Lido,  super bem localizado, na Champs Elysées e  lindo. Você pode optar só pelo show com champagne ou show com jantar, comida maravilhosa!!!

Shows a parte, vamos falar dos restaurantes que são muitos, então vou sugerir aqui os melhores na minha opinião de caros a baratos.

Restaurantes

Dominique – Experiência maravilhosa!!! Um dos melhores magret de canard da minha vida.

Taillevent – Divino, mas não para todos os bolsos, clique no nome do restaurante e visite o site para mais detalhes.   Experiência: A comida.

Le Jules Verne– Maravilhoso! Fica na Torre Eiffel, tem uma vista de tirar o fôlego, mas você nem vai pensar na vista porque comerá com os olhos também, pratos surpreendentes! Experiência: O lugar e a comida.

Chez Francis – Este tem um preço razoável, mas não deixa nada a desejar, tem um cardápio riquíssimo, mas você ficará maravilhado mesmo é com a vista, vá por volta das 19h30 no verão, 17h00 no outono ou 15h30 no inverno, você ainda pegará a Torre Eiffel apagada, mas em alguns minutos ela se ascenderá ali, bem a sua frente, junto com o pôr do sol e você terá a impressão de poder pega-la com as mãos. Experiência: O lugar e a comida.

Você esta em Paris mas quer comer barato, não se preocupe você poderá provar uma delícia francesa que não vai doer no seu bolso e será inesquecível! Crêpe. Isso mesmo a melhor crepe de Paris fica colada ao muro da igreja Saint-Germain-des-Prés, na praça Saint-Germain-des-Prés em frente a saída do metro Saint-Germain, que fica do outro lado da rua. A melhor crepe da minha vida, no sabor que você quiser, também fica aberta até tarde, para aquela boquinha da madrugada. Experiência: A comida.

Creperia ao fundo

Como estamos em Saint-germain-des-Prés, não podemos deixar de falar dos cafés, caríssimos, mas com um charme quase irresistível. Os mais famosos são;

Café de Flore

Café Les Deux MagotsO Café  Les Deux Magots fica de frente para o ponto da crêperie – creperia.

Ainda dando ênfase a comida, vamos as lojas e docerias;

Fauchon– A Fauchon merece uma manhã só pra ela, se você estiver hospedado sem café da manhã, pode ir tomar seu café da manhã nesta loja-estaurante maravilhosa, onde você encontra tudo do bom e do melhor, ah , o preço? Bom o preço é caro, mas vale a pena, nem que for só para comprar uma caixinha mini de macarrons (tipo um suspiro colorido, mas feito com amêndoas moídas e um recheio delicado)…são os melhores…

Ladurée – é outra doceria, ou casa de chá como preferir. Típica francesa, com seu salão de chá Belle Époque esta doceria esbanja charme. Você encontrará várias espalhadas por Paris, visite o site e escolha a localização mais conveniente pra você.

Depois de comer tanto, esta na hora de queimarmos algumas calorias caminhando pelos inúmeros museus e pontos turísticos de Paris e acredite são muitos!

Quem não gosta muito de caminhar, pode optar pelo Car Rouge. O Car Rouge, é um ônibus turístico que passa por 9 pontos turísticos de Paris (Torre Eiffel, Champs de Mars, Museu do Louvre, Museu D’ Orsay, Ópera, Arco do Triunfo,  Grand Palais e Trocadéro). Você pode escolher onde quer descer para visita e pegar outro ônibus quando quiser.  Paga-se uma taxa diária que permite passear o dia inteiro e você pode pegar qualquer Car Rouge que estiver passando no seu ponto. É bem prático, mas saiba, ele não vai em todos os lugares importantes como por exemplo;

A Igreja La Madeleine

A Igreja Sacré Couer  – Em Montmartre não deixe de visitar a praça dos artistas ou Place Du Tertre

A Igreja Sainte-Chapelle

Opéra

O Jardim de Luxembourg

O jardim de Tuileries – Ao lado do Museu do Louvre, este jardim é fomoso por seus lagos, terraços e estátuas de Aristide Maillol

Museu de Rodin

Museu de Picasso

A Chama da Liberdade –  Réplica da chama carregada pela Estátua da Liberdade de Nova York e que hoje, se tornou símbolo de Lady Di ou Princesa Diana, pois ela morreu no túnel que passa em baixo do monumento.

Palácio de Versailles e muitos, muitos outros, inclusive a Disneyland Paris.

Compras

Se seu bolso permite, Paris pode ser o Paraíso das compras, mas se você quer comprar o mesmo, por um preço muito mais em conta, sugiro que visite as páginas deste blog chamadas New York ou Miami, que logo estarão online. Mas calma, nada impede que você encontre TUDO o que deseja em Paris, é só estar disposto a pagar. As melhores ruas e regiões de Paris para se fazer boas compras são;

A Avenida Champs Elysées – Lojas caras

Rua Royale – Lojas caras

Região da Igreja Madeleine – logo ao fim da rua Royale – Lojas de todos os preços

8e e 9e Arr. – Entre estes dois bairros você encontra muita coisa de todos os preços, aqui também esta a Galeria Lafayette e a Printemps

Rua Rivoli – Lojas mais baratas

7e e 6e Arr. – Lojas de todos os preços, no 6e Arr. esta a praça  Saint-Germain-des-Prés – por ali você encontrará de Cartier a H&M

Bon voyage et au revoir!!!

Mendoza

27 mar

Mendoza se resume em excelentes vinhos e restaurantes,  vinícolas imponentes, paisagens lindas, e bons preços até para umas comprinhas. O centro da cidade é bonito, tem praças amplas e um ar europeu, apesar de muito árida, mas não há muito o que fazer na cidade, nem compras. Definitivamente Mendoza não é um lugar lembrado por suas lojas, mas se você é como eu e adora trazer algo novo de suas viagens, o lugar para se fazer compras de qualidade é o Palmares Open Mall, o melhor shopping de Mendoza. Para isso você terá que pegar um taxi, o Palmares Open Mall fica cerca de 20 minutos do centro da cidade. O shopping tem boas lojas e bons preços. Estive lá em setembro de 2010 e fiz ótimas compras, além dos preços já serem bons para bolsos brasileiros, tudo estava em liquidação de inverno.

Mas vamos ao que realmente interessa em Mendoza, suas vinícolas, vinhos e restaurantes. Não sou uma grande conhecedora de vinhos, mas gosto do que é bom! E vou comentar os lugares que fui e recomendo.

Em primeiro lugar  sugiro que você contrate um motorista, não sai caro, tudo depende do seu roteiro, existem várias empresas em Mendoza acostumadas a fazer estes programas.

Porque você precisa de um motorista?

Bom em primeiro lugar as vinícolas são afastadas da cidade e em área rural, você não vai poder aproveitar as degustações de vinho e depois sair bêbado e perdido por aí. Vai perder muito tempo, dinheiro e correr perigo. O famoso GPS não é um grande aliado por lá, pois eles não identificam as areas rurais com exatidão então você nem sempre vai saber onde esta indo, e muitas vezes nem vai saber onde esta.

Fizemos a reserva do carro com motorista, com visitas e almoços nas vinícolas incluídos, pela mendozahollidays, valeu a pena, mas insisto que pesquise, pois existem várias outras agencias especializadas neste tipo de serviço. O site Tripadvisor é uma boa ferramenta para viajantes.

Os taxis são baratos, você pode também combinar com um taxista o preço para ser levado até as vinícolas, mas a qualidade do serviço também será outra.

Vinícolas que recomendo:

O. Fournier – lugar maravilhoso, vinhos excelentes, almoço divino no Urban, de longe o melhor almoço de Mendoza e olha que os outros foram MARAVILHOSOS!!! Uma dica importantíssima, é que se você esta de dieta, nem pense em ir para Mendoza, pois este roteiro definitivamente é para gourmands.  Faça reserva para o almoço na O. Fournier, o almoço conta com 5 pratos e degustação de um vinho para cada prato.

A vinícola Bonfanti é uma vinícola mendoziana de porte menor, o que chamam de vinícola familiar, mas que nada deixa a desejar, com um atendimento personalizados feito pelo proprietário da vinícola, Roberto Bonfanti, desde o vinhedo até a degustação, onde você terá uma visão diferenciada do que representa a produção de vinho para os argentinos deste lugar.

Os mendozianos são extremamente educados, acolhedores e modestos. Diferentes talvez, de algumas outras regiões da Argentina.

Catena Zapata é uma vinícola de grande porte, com tratamento impessoal, mas que na minha opinião não pode deixar de ser visitada, é linda e tem paisagens esplendorosas assim como quase todas as vinícolas mendozianas.

Tempus Alba, é uma vinícola diferenciada, a única vinícola mendoziana, até onde eu sei, que trabalha com clonagem de mudas de videiras, que se especializa em um clone malbec de ponta, tem um trabalho peculiar e proporciona uma degustação diferenciada, que sugiro  ser vivenciada. Em uma varanda suspensa sobre o vinhedo, com musica suave, você pode degustar com fartura os melhores vinhos da casa assistindo ao por do sol.

A Zuccardi é uma vinícola de porte grande, mas você encontrará lá sempre um membro da família. O atendimento é caloroso, o almoço é bom e o lugar lindo como quase tudo em Mendoza.

Visitamos 6 vinícolas em dois dias,  tiramos um dia para visitar o centro a pé e como não encontrei nada que me agradasse, pois o centro comercial é realmente desprovido de beleza e riqueza, fomos até o Palmares Open Mall (que mais parece um outlet de Miami) para caminhar e assim queimar um pouco das calorias ingeridas ao longo dos últimos dois dias e claro, fazer umas comprinhas porque ninguém é de ferro.

Os restaurantes de Mendoza, digo da cidade não das vinícolas, são também imperdíveis, fizemos refeições maravilhosas em lugares que não se pode imaginar que exista nesta cidade.  Vou listar aqui alguns restaurantes, que precisam de reserva antecipada e que custaram em 2010 em torno de R$130,00 por casal com vinho nacional, óbvio. Claro que existem outros restaurantes, mas não tivemos tempo nem espaço interno para tanto.

Anna Bistro

Francis Mallman

Q Grill – Hotel Hyatt

Ocho Cepas

Os melhores hotéis da cidade, estando no centro, são Sheraton e Hyatt, ficamos no Hyatt e não nos arrependemos, café da manhã muito bom e os resaturantes do Hyatt, que são 3 no total ( Q Grill, Las Terrazzas de la Plaza e o Bistrô M) são todos muito bons , quartos amplos, banheiro enorme todo em mármore branco, fitness e SPA bons e cassino.

Hyatt Hotel

Ficamos 4 noites, o que acredito ser o suficiente para conhecer Mendoza e algumas vinícolas, mas a região tem muito mais à oferecer e  para você desfrutar.